Substância Filmes & Outras Misturas

A Produtora


A Substância Filmes e Outras Misturas é uma produtora cultural que nasceu como consequência. Consequência de seus dois sócios atuarem em diferentes meios, mídias e áreas do entretenimento.

Henrique Carvalhaes e Rafael Gomes, ambos graduados em Cinema, traçaram caminhos que os levaram para muito além do audiovisual, sem, no entanto, nunca deixarem de trabalhar com imagens em movimento.

Juntos ou separados, já fizeram curtas e longas-metragens, documentários, séries para a televisão, videoclipes, vídeos virais, webclipes, institucionais, videoarte, peças de teatro, shows, dvds, literatura e publicidade.

A Substância, portanto, existe para agrupar todas essas formas de expressão, anseios e talentos. E ao mesmo tempo que aqui essas linguagens todas se contaminam, também sabemos – e desejamos – manter o foco em cada uma das coisas que fazemos.

Sejam elas projetos autorais, que atendam nosso ímpeto pessoal de comunicação e realização artística, sejam encomendas de clientes, que supram demandas específicas de comunicação, competência e excelência.

Parceiros e Apoiadores


Apoiador Substância Filmes & Outras Misturas
Apoiador Substância Filmes & Outras Misturas
Apoiador Substância Filmes & Outras Misturas
Apoiador Substância Filmes & Outras Misturas
Apoiador Substância Filmes & Outras Misturas
Apoiador Substância Filmes & Outras Misturas
Apoiador Substância Filmes & Outras Misturas
Apoiador Substância Filmes & Outras Misturas
Substância Filmes & Outras Misturas: Henrique Carvalhaes

Henrique Carvalhaes


Henrique Carvalhaes é formado em Cinema pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e atualmente cursa a Pós Graduação de Produção e Negócio do Audiovisual pelo SENAC.

Escreveu e dirigiu o o curta metragem “O Travesseiro e o Escorpião” e produziu o curta metragem “Fiquem”.

Trabalhou na distribuidora Vitrine Filmes e migrou para a assistência de direção audiovisual, atuando em séries, longas e principalmente publicidade.

Já trabalhou para produtoras como Academia de Filmes, Big Bonsai, Piloto, Conspiração, Vetor Zero, Mutato e Dínamo, entre outras. Atualmente, possui uma ascendente carreira como diretor de filmes publicitários.

Cinema – curtas metragens

Fiquem (Produção)
Curta metragem em 35mm
Lançamento: 2016

O Travesseiro e o Escorpião (Roteiro e Direção)
Curta metragem em 16mm.
Lançamento: março de 2012.

Publicidade

Tetrys Pompeia (Direção)
Publicidade para lançamento imobiliário da incorporadora INK.
Lançamento: julho de 2014.

EPAESP – Inclusão sem Barreiras (Direção)
Publicidade para a APAE
Lançamento: março de 2015.

Substância Filmes & Outras Misturas: Rafael Gomes

Rafael Gomes


Formado em Cinema pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), Rafael Gomes roteirizou e dirigiu seis curtas metragens premiados e exibidos em diversos países. Um deles, Tapa Na Pantera, foi um enorme fenômeno de público na internet, com dezenas de milhões de visualizações.

É criador, roteirista e diretor geral da série infantojuvenil Tudo O Que É Sólido Pode Derreter, para a TV Cultura, sucesso de público e crítica (“Melhores Estreias da TV em 2009” para os jornais Folha e Estado de SP), bem como autor da versão literária do seriado, lançada em 2011 pela editora Leya, com mais de 6 mil cópias vendidas.

Para a televisão, escreveu e dirigiu, em 2012, cinco episódios da minissérie Família Imperial, (Canal Futura), sob direção geral de Cao Hamburger, e integrou a equipe de roteiristas da série Louco Por Elas (TV Globo/ 2012-2013), sob direção geral de João Falcão. Atualmente, é criador e roteirista-chefe da série 3 Teresas (GNT/ 2013-2014) e da série Vizinhos (GNT/ 2015), ambas com direção geral de Luiz Villaça.

No cinema, assina o roteiro de De Onde Eu Te Vejo, (2016) de Luiz Villaça, com Denise Fraga e Domingos Montagner, e prepara dois projetos autorais: o longa metragem Música Para Cortar Os Pulsos, a partir da premiada peça homônima, e o drama Trabalhos de Amor Perdidos, vencedor do edital de Desenvolvimento de Projeto da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo 2014.

Na seara musical, criou e dirigiu o projeto virtual Música de Bolso, com mais de 360 vídeos de artistas como Pato Fu, Vanessa da Mata e Marcelo Camelo, entre outros. Trabalhou ainda com direção de videoclipes de Arnaldo Antunes e Zélia Duncan, shows e o DVD 5 A Seco Ao Vivo no Auditório Ibirapuera.

Estreou na autoria e direção teatral com o espetáculo Música Para Cortar Os Pulsos, vencedor do prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) como Melhor Peça Jovem de 2010. Idealizou e dirigiu, em 2012, a releitura musical Cambaio [a Seco], com texto de Adriana Falcão e João Falcão e músicas de Chico Buarque e Edu Lobo. Em 2013, assinou a dramaturgia de Edukators, versão do filme de Hans Weingartner, com direção de João Fonseca, e Talvez Uma História de Amor, adaptação para romance homônimo de Martin Page, com direção de Vinicius Arneiro.

Em 2014, trabalhando em sua própria companhia, a Empório de Teatro Sortido, assinou a direção e a dramaturgia de O Convidado Surpresa, adaptado do romance homônimo do francês Grégoire Bouillier, dirigiu Gotas D’Água Sobre Pedras Escaldantes (três indicações ao Prêmio Shell SP – Melhor Ator, Atriz e Cenário), texto do alemão Rainer W. Fassbinder, e co-dirigiu Não Nem Nada, (duas indicações ao Prêmio Shell SP – Melhor Autor e Atriz) texto inédito de Vinicius Calderoni.

Em 2015, dirigiu uma nova montagem de Um Bonde Chamado Desejo, de Tennessee Williams, protagonizada por Maria Luisa Mendonça e Eduardo Moscovis (4 indicações ao Prêmio Shell – Melhor Direção, Atriz, Cenário e Figurino). E assinou, junto com Vinicius Calderoni, a dramaturgia do musical infantil Mas Por Quê – A História de Elvis, com direção de Renato Linhares.